O artigo To understand the scale of the climate emergency, look at hurricanes expõe vários indícios de que o colapso climático já está sendo intenso e lamenta, com indignação, que um assunto tão crucial ainda seja tratado com pouca eficácia pela sociedade e líderes em âmbito mundial. De início, o autor aponta a piora dos desastres ambientais ao longo dos anos e alguns dos perigos vividos em 2022. O artigo também explica que a maior intensidade de furacões se explica pelo fato dos oceanos absorverem mais de 90% do excesso de energia retido no sistema terrestre. O autor também chama atenção para os recordes de calor extremo, incêndios e secas que atingiram regiões subtropicais áridas, além de eventos específicos, como as inundações no Paquistão de algumas semanas atrás. Destaca ainda que o planeta já aqueceu cerca de 1,3°C em média desde que a queima de combustíveis fósseis começou há 150 anos, e que agora está aumentando 0,1°C a cada cinco anos.  Por fim, o autor critica o apoio contínuo dos líderes globais aos combustíveis fósseis e a falta de discussões acerca do impacto da pecuária, destacando que enquanto essas indústrias globais existirem, o caos climático continuará piorando. 

The Guardian – Peter Kalmus (cientista climático e autor do livro Being the Change: Live Well and Spark a Climate Revolution)

Link de acesso:

https://www.theguardian.com/commentisfree/2022/oct/01/climate-emergency-hurricane-ian-crisis

 

Artigos relacionados

https://panorama.memoriadaeletricidade.com.br/paquistao-e-a-luta-por-justica-climatica/

https://panorama.memoriadaeletricidade.com.br/pegadas-de-carbono-na-direcao-errada/ https://panorama.memoriadaeletricidade.com.br/o-que-a-democracia-tem-a-ver-com-mudancas-climaticas/  https://panorama.memoriadaeletricidade.com.br/esta-onda-de-calor-aniquilou-a-ideia-de-que-pequenas-mudancas-podem-combater-condicoes-climaticas-extremas/