O artigo Developing Markets Are Still Fueling Demand For Oil debate o crescimento esperado da demanda global por petróleo destacando que o crescimento previsto será impulsionado pelos países em desenvolvimento. Espera-se que a demanda global de petróleo atinja um pico de 112 milhões de barris por dia (mbpd) no final do período, montante acima dos 101 mbpd esperados para 2022. Prevê-se que a demanda ainda ficará em torno de 87 mbpd até 2040, o que significa que deve haver uma queda de 1,5% ao ano, em média. Acredita-se também que, caso a demanda diminua mais acentuadamente, os riscos de crédito para o setor de petróleo serão parcialmente mitigados pela capacidade da Opep de ajustar a oferta e pelo declínio natural anual típico de 4% a 5% dos campos de petróleo. Por um lado, os ganhos de eficiência e a eletrificação continuarão a deprimir o crescimento da demanda por petróleo. No entanto, uma crescente classe média global e o aumento da demanda relacionado ao setor de transporte devem ser mais intensos. Além disso, acredita-se que o setor petroquímico provavelmente continuará sendo um vetor de crescimento devido à demanda constante por produtos químicos em muitas aplicações não relacionadas a combustíveis.

Esse artigo faz parte de uma série da S&P Global composta de cinco partes, que analisa os desenvolvimentos da transição energética. Cada artigo focaliza um energético-chave, sendo analisados, além do petróleo, a nuclear, as térmicas a carvão, a gás natural, e as renováveis.

S&P global – Thomas A Watters, Simon Redmond, Paul J O’Donnell, Karl Nietvelt, Massimo Schiavo

Link de acesso:

https://www.spglobal.com/_division_assets/images/special-editorial/energy-transition-developing-markets-are-still-fueling-demand-for-oil/ratingsdirect_energytransitiondevelopingmarketsarestillfuelingdemandforoil_52174125_aug-12-2022.pdf

 

Artigos relacionados:

https://panorama.memoriadaeletricidade.com.br/relatorio-do-mercado-de-petroleo-agosto-de-2022/