Este excelente estudo é um dos mais completos já feitos sobre o hidrogênio no Brasil e seu potencial de produção futuro. A autora analisa a evolução recente dos investimentos no setor, identifica as principais rotas de produção de hidrogênio de baixo carbono no país e o potencial de cooperação com atores-chave no cenário global. O estudo aponta que o Brasil já está recebendo grande volume de investimentos em projetos para produção de hidrogênio, com destaque para os clusters industriais costeiros. Destaca-se que os investimentos anunciados para construção de usinas produtoras de H2V já somam mais de US$27 bilhões, com apenas 12,9% de investimentos nacionais. O trabalho também mostra as principais políticas públicas realizadas para o setor de hidrogênio no Brasil, como o Projeto de Lei no 725/2022 − que inclui o hidrogênio como fonte energética na matriz brasileira e estabelece metas para sua inserção nos gasodutos nacionais − e o Decreto no 11.075, de 19 de maio de 2022, que criou o mercado regulado de carbono no Brasil. Destaca-se ainda a seção 3, que discute a utilização do hidrogênio como vetor de descarbonização do setor de mineração.

Vale lembrar também que o Panorama da Energia selecionou no mês de fevereiro de 2021 a Nota técnica publicada pela EPE, Bases para a Consolidação da Estratégia Brasileira do Hidrogênio que traz os aspectos conceituais e fundamentais para a construção da estratégia brasileira de hidrogênio.

IPEA – Rosana Cavalcante de Oliveira

Link de acesso:

http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/11291/1/td_2787_web.pdf

 

Artigos relacionados: 

https://panorama.memoriadaeletricidade.com.br/bases-para-a-consolidacao-da-estrategia-brasileira-do-hidrogenio/

https://panorama.memoriadaeletricidade.com.br/na-transicao-ene…r-que-o-perfeito/