O Energy Security Sentinel é um projeto editorial interativo que explora as mudanças da relação entre risco geopolítico e preço do petróleo e foi trazido pela primeira vez pelo Panorama em fevereiro de 2022. Essa é uma atualização na qual adicionou-se um novo rastreador com foco na Rússia e na zona de conflito na Ucrânia. O conflito desencadeou sanções dos EUA e da Europa, o que acabou reduzindo a produção do maior produtor mundial de petróleo e gás em aproximadamente 2 milhões de b/d. Em resposta às sanções, a Rússia restringiu o fornecimento de gás à Europa e houve grande aumento dos preços do petróleo, gás e seus derivados. O conflito também trouxe ataques físicos à infraestrutura de petróleo, gás e commodities no Mar Negro e na área de conflito mais ampla. Com efeito, houve 41 incidentes de segurança e ataques à infraestrutura de energia na zona de conflito desde o início da guerra. Além disso, o relatório destaca um declínio no número de ataques registrados no Oriente Médio, com oito ataques na região do Golfo nos três meses encerrados em junho. As agressões se concentraram principalmente no Iraque, que viu 5 ataques no período, à medida que as tensões entre Bagdá e Erbil se espalharam pelo setor de energia.

S&P Global

Link de acesso:

https://www.spglobal.com/commodityinsights/plattscontent/_assets/_files/en/specialreports/oil/oil-security-sentinel.html

Esse link irá direcionar o leitor para o conteúdo mais recente do Energy Security Sentinel, conforme for sendo atualizado pela SP Global Platts.