Incidentes de segurança contra instalações petrolíferas, oleodutos e navios-tanque estão aumentando. De acordo com dados compilados pela S&P Global Platts, eventos de segurança, como ataques físicos à infraestrutura de petróleo, ou transporte marítimo, no Golfo Pérsico e na região da Península Arábica triplicaram, em bases anuais, desde 2017. Em 2021, houve um recorde de 31 incidentes na região, o que ajudou a elevar os preços do petróleo acima de US$ 90/b. Dado esse contexto, a S&P Global Platts preparou o Oil Security Sentinel, um projeto editorial interativo que explora as mudanças da relação entre risco e preço do petróleo, utilizando dados de 2017 a 2022. A primeira seção traz dados sobre o alcance geográfico dos eventos de segurança no oriente médio; a segunda, apresenta dados de perdas não planejadas ou volumes de petróleo que não foram produzidos devido às questões geopolíticas, de segurança, problemas de infraestrutura ou clima; a terceira, aborda questões geopolíticas e de segurança específicas da Arábia Saudita, Irã, Iraque, Líbia, Rússia, Nigéria e Venezuela; a quarta seção traz dados sobre ataques cibernéticos em empresas que operam em mercados de commodities, de energia a metais; e, a quinta e última, apresenta informações sobre os principais estreitos e canais de passagem de suprimentos de petróleo do mundo.

Link de acesso:

https://www.spglobal.com/platts/plattscontent/_assets/_files/en/specialreports/oil/oil-security-sentinel.html

Esse link irá direcionar o leitor para o conteúdo mais recente do Oil Security Sentinel, conforme for sendo atualizado pela SP Global Platts.