O artigo destaca os gargalos de fornecimento dos principais materiais de bateria como uma possível barreira para o contínuo crescimento dos veículos elétricos (VEs). Segundo a McKinsey, o cenário menos agressivo mostra que o crescimento dos VEs pode ser limitado particularmente pelo fornecimento de níquel e, nos cenários mais agressivos, o risco se estende a todos os quatro principais “materiais ativos” necessários para as baterias (lítio, níquel, cobalto e cobre). Desde julho de 2022, os preços à vista do lítio para bateria cresceram mais de 400%, enquanto os preços do níquel mais que dobraram no mesmo período. Atualmente, os principais materiais respondem por cerca de 50% do custo total de uma bateria e o futuro do mercado depende que esses materiais estejam disponíveis em volumes muito maiores do que são atualmente e a um custo menor, o que atualmente é improvável. A demanda por esses materiais deve variar de 2 a 12 vezes os níveis atuais até 2030, dependendo do mineral, com a maior taxa de crescimento para o lítio. Enquanto lítio, cobre e cobalto têm maior probabilidade de ajudar a fechar a lacuna oferta-demanda, o níquel enfrenta uma lacuna de aproximadamente 0,6 a 1,1 Mt que a indústria será desafiada a fechar. No cenário de maior aceleração, a lacuna entre oferta e demanda dos principais materiais ativos excede a capacidade provável da indústria de atender à oferta até 2030 e atingir a penetração de VE de 59% presumida. À medida que a demanda cresce, as mineradoras provavelmente precisarão reconsiderar seus portfólios de crescimento e se voltar para a reciclagem com uma combinação de pesquisa e fusões e aquisições.

Link de acesso:

https://www.mckinsey.com/industries/oil-and-gas/our-insights/could-supply-chain-issues-derail-the-energy-transition

 

Artigos relacionados:

https://panorama.memoriadaeletricidade.com.br/a-cadeia-produtiva-de-baterias-e-a-difusao-da-mobilidade-eletrica/

https://panorama.memoriadaeletricidade.com.br/cadeias-de-suprimentos-globais-de-baterias-ev/

https://panorama.memoriadaeletricidade.com.br/construindo-cadeias-de-abastecimento-resilientes-para-a-transicao-energetica-europeia/