O artigo expõe alguns atributos e benefícios da utilização dos sistemas de armazenamento e discute os principais desafios para a sua difusão no setor elétrico brasileiro. Destaca-se que a disseminação dos sistemas de armazenamento, na forma de baterias ou de usinas hidrelétricas reversíveis, é considerada essencial para a inserção de geração intermitente em larga escala nos sistemas elétricos. Nesse contexto, os autores analisam a importância do projeto de P&D desenvolvido pelo Gesel e finalizado recentemente, denominado “Viabilidade das usinas reversíveis para o sistema interligado nacional”. Vale lembrar a esse respeito, que o Panorama da Energia trouxe, no segundo período de fevereiro de 2022, o artigo Análise da viabilidade de Usinas Hidrelétricas Reversíveis no Sistema Interligado Nacional, publicado pelo Canal Energia, e que traz um resumo dos principais resultados desse estudo. Por fim, o texto discute a necessidade de avanços no arcabouço legal e regulatório para permitir que os serviços prestados pelos recursos de armazenamento sejam devidamente valorados e remunerados. Segundo os autores, a expectativa de publicação de uma lei que trata da modernização do setor elétrico é uma excelente oportunidade para que o Congresso Nacional destrave os investimentos em armazenamento no Brasil.

Link de acesso:

https://www.canalenergia.com.br/artigos/53207791/a-contratacao-de-armazenamento-de-energia-no-sistema-interligado-nacional