Esse artigo apresenta uma visão geral dos principais determinantes dos aumentos dos preços do gás natural e do carvão e as consequências dessas altas no curto prazo. Nas últimas semanas, os preços desses energéticos subiram para os níveis mais altos em décadas, resultando na elevação dos preços da eletricidade. Segundo os autores, esses aumentos não foram causados pela transição energética, mas pela recuperação econômica global excepcionalmente rápida no pós-COVID, um inverno longo e frio no Hemisfério Norte, e um aumento da oferta mais fraco do que o esperado. Quanto aos efeitos, o relatório sustenta que o aumento dos preços do gás está trazendo o alta do consumo de carvão (e, logo, das emissões) e que, no curto prazo, o encarecimento da energia deve pressionar sensivelmente as contas de energia das famílias e trazer riscos para a retomada da atividade econômica. Por fim, os autores defendem que, nesse contexto, é legítimo que os países tomem medidas de emergência para aliviar o impacto sobre os consumidores, mas que é importante garantir também que essas medidas não afetem negativamente o ambiente de investimento para as fontes de energia e tecnologias de baixo carbono. Para maior aprofundamento no estudo do mercado de gás natural no contexto atual, sugerimos também a leitura da publicação trimestral da IEA, Gas Market Report – Q4 2021, também divulgada pelo Panorama no período atual. 

IEA – Carlos Fernández Alvarez (Analista de Energia Sênior), Gergely Molnar (Analista de Energia – Gás Natural)

Link de acesso:

https://www.iea.org/commentaries/what-is-behind-soaring-energy-prices-and-what-happens-next