Nesta entrevista, o ex-presidente da EPE e atual presidente da PSR, Luiz Barroso, é questionado sobre os impactos da atual conjuntura geopolítica, com a invasão da Ucrânia pela Rússia, no setor energético. O entrevistado destaca o momento de oportunidade para as renováveis gerado pela alta dos preços de petróleo e gás, principalmente no Brasil. Para ele, além da busca pela diminuição da dependência nacional ao GNL importado através do desenvolvimento do pré-sal, o país poderá sentir um estímulo da demanda por biocombustíveis e a aceleração da discussão de outras formas de mobilidade. Além disso, deixa clara a importância das ações pelo lado da demanda e caracteriza o momento como uma oportunidade para organizar a agenda da eficiência energética nacional. Quando questionado sobre a política energética europeia, Barroso evidencia que a médio e longo prazo os países buscarão mais autossuficiência e resiliência de seus sistemas energéticos, e que o momento atual pode acelerar a transição energética no continente e o desenvolvimento das tecnologias que precisaremos em um futuro neutro em carbono.

Valor Econômico – Gabriela Ruddy e Rafael Rosas (colunistas do Valor Econômico)

Link de acesso:

https://valor.globo.com/brasil/noticia/2022/03/07/energia-renovavel-fica-mais-atrativa-no-atual-cenario.ghtml