O objetivo do relatório é explicitar análises energéticas de longo prazo para auxiliar as tomadas de decisão do governo brasileiro. Nesse sentido, a nota contém projeções de preços para o petróleo e seus derivados elaboradas por várias instituições e empresas de alta reputação, além de uma breve discussão das principais suposições envolvidas nessas projeções. Segundo o relatório, o ano de 2020 foi marcado por eventos que levaram a uma significativa volatilidade na demanda, na oferta e nos preços, com destaque à pandemia de Covid-19. Em sua conclusão destaca que recuperação gradual da demanda de petróleo, combinada com a disposição da OPEP em equilibrar o mercado, a alta capacidade disponível de petróleo e os grandes estoques globais, devem promover um frágil equilíbrio entre oferta e demanda, levando a uma recuperação gradual dos preços. Além disso, afirma que a demanda por petróleo deve permanecer elevada até as novas tecnologias de baixo carbono tornarem-se mais competitivas e com maior disponibilidade em todo o planeta, e que a oferta pode não conseguir atender ao crescimento da demanda nos próximos anos, o que vai influenciar os preços, reequilibrando os investimentos em exploração e produção.

EPE

Link de acesso: https://www.epe.gov.br/sites-pt/publicacoes-dados-abertos/publicacoes/PublicacoesArquivos/publicacao-565/SR-EPE-DPG-SDB-2021-01_Oil%20price%20forecasts_2021.02.05.pdf