O autor analisa o agravamento da atual crise energética vivida pelo Brasil e afirma que a raiz do problema, que se repete a 15 anos, é a equivocada valoração da água. Santana tece críticas aos modelos matemáticos usados na operação e que utilizam um preço para a água que não considera sua escassez. Esse problema desobriga o despacho antecipado de mais térmicas, reduzindo os reservatórios e redirecionando os custos para o consumidor através do despacho fora da ordem de mérito. O autor ainda expõe dúvidas com relação à eficácia de uma emergência hídrica e propõe como solução a “Demand-side-bidding” (DSB), ou reação pelo lado da demanda, afirmando se tratar de uma forma inteligente de conviver com a escassez e evitar um racionamento. 

Valor econômico Edvaldo Santana (doutor em Engenharia de Produção e ex-diretor da Aneel)

Link de acesso: 

https://valor.globo.com/opiniao/coluna/por-que-chegamos-a-essa-situacao.ghtml