O PIPE compõe o conjunto de planos indicativos publicados periodicamente pela EPE e contém os resultados dos estudos do planejamento energético integrado para o setor de gás natural. O PIPE tem como objetivo principal apresentar os projetos de gasodutos de escoamento e polos de processamento de gás natural (UPGNs), os quais podem contribuir para o aumento da oferta de gás e, por conseguinte, trazer maior flexibilidade e segurança de abastecimento. O Plano apresenta a metodologia empregada para seleção de projetos típicos, as premissas utilizadas, as estimativas de CAPEX e as condições para as análises socioambientais. Em seguida são analisados os projetos deste ciclo, divididos em 4 categorias: onshore, offshore no pré-sal, offshore no pós-sal e hubs offshore, apresentando sua localização, condicionantes e custos envolvidos. Por fim, é apresentado o andamento das alternativas de projetos considerados no PIPE 2019 ou empreendimentos similares no País. No PIPE 2021 foram mapeados 15 projetos indicativos de gasodutos de escoamento (totalizando cerca de 1.562 km de extensão) conectados a UPGNs, cujos investimentos totalizam mais de R$ 40 bilhões.

EPE

Link de acesso:

https://www.epe.gov.br/sites-pt/publicacoes-dados-abertos/publicacoes/PublicacoesArquivos/publicacao-640/Plano%20Indicativo%20de%20Processamento%20e%20Escoamento%20de%20G%C3%A1s%20Natural%20-%20PIPE.pdf