Este artigo, além de jogar luz aos grandes problemas estruturais do setor elétrico brasileiro presta uma linda homenagem ao professor Pinguelli, que presidiu a Eletrobras entre 2003 e 2004, e faleceu em março de 2022. D’ Araujo explica de forma objetiva e clara, utilizando dados e gráficos, alguns dos maiores problemas do setor elétrico brasileiro, e afirma que grande parte deles foram debatidos e transformados em projeto de melhoria do SEB no período Pinguelli na Eletrobras. Segundo ele, o Instituto Ilumina e a própria Eletrobras, naquela época, tentaram mostrar que o modelo mercantil adotado no Brasil não se adaptava bem ao sistema físico brasileiro. Afinal, como transformar um sistema elétrico baseado em energia hidráulica, interligado e cooperativo que funciona como “vasos comunicantes” e que cuida de um estoque estratégico para o Brasil em um mercado competitivo de energia? Nesse contexto, e iniciando o debate com um questionamento sobre as causas da mudança no perfil de consumo no país a partir de 2012, com uma grande redução de participação das hidrelétricas e avanço das térmicas, o autor evidencia os diversos pontos chave que levaram o setor ao atual patamar.

Instituto Ilumina Roberto Pereira D´Araujo (diretor do Instituto Ilumina)

Link de acesso:

http://www.ilumina.org.br/pinguelli-e-o-modelo-do-setor-eletrico/