A ONU tem uma lista de 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que fazem parte da Agenda 2030. Um deles é o ODS 7, que visa garantir o “acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia” a nível global. Isso posto, o relatório, SDG 7: Data and Projections, a IEA fornece dados históricos e projeções anuais sobre acesso à eletricidade e métodos de cocção modernos (ODS 7.1) e também apresenta indicadores para rastrear o uso das energias renováveis (ODS 7.2) e o progresso em eficiência energética (ODS 7.3) em vários países. Dentre as conclusões, destacamos os dados referentes ao Brasil (ano de 2019): em relação à primeira meta, o acesso à eletricidade já atingiu 99,8% da população brasileira e 95,9% dos brasileiros já cozinham com métodos modernos. Em relação à segunda meta, a participação das renováveis modernas no consumo total de energia final já atingiu 44,07% no Brasil, uma das maiores participações em termos mundiais. Por fim, no que se refere à terceira meta, verificou-se que a intensidade energética medida em termos de energia primária/PIB é de 3,93 MJ/US$ no Brasil, patamar praticamente estável desde os anos 90 e que se situa abaixo da cadente média mundial, que hoje se encontra em 4,7 MJ/US$. 

IEA

Link de acesso:

https://www.iea.org/reports/sdg7-data-and-projections