Este artigo é a primeira parte de um estudo mais geral sobre o ritmo da eletrificação da frota de veículos brasileira. Nele, os autores destacam os desafios e os cenários para o crescimento das vendas de veículos elétricos no país. Os autores enfatizam, em primeiro lugar, que a eletrificação da frota nacional está atrasada se comparada aos mercados mais avançados, como China e Europa. Esse atraso seria justificado por três fatores principais: o fraco desempenho do setor automobilístico em geral nos últimos anos; o fato de que a maioria das vendas é de híbridos; e, a inexistência de uma ampla rede de infraestrutura de recarga. Além desses fatores, os autores mencionam como entraves adicionais o preço, a estratégia de venda das montadoras no Brasil e o pioneiro uso de biocombustíveis. Em relação às projeções para a frota brasileira, são citados dois cenários da consultoria BCG. Em 2030, com a frota nacional de veículos leves atingindo 57 milhões, no cenário “inercial”, a participação dos VEs seria de apenas 2% (a atual é inferior à 1%). Já no cenário de alta mais intensa, denominado de “convergência global”, a participação dos VEs atingiria algo em torno de 4%. Os autores ressaltam também que, mesmo no cenário mais positivo, ainda estaríamos muito distantes do cenário mundial projetado pela IEA (12% de participação dos VEs). Para 2035, as mudanças já seriam mais visíveis: no cenário de menor crescimento, 10% dos veículos seriam elétricos ou híbridos, enquanto que no cenário de maior crescimento essa participação chegaria a 18% dos 62% milhões de veículos leves projetados.

Cabe mencionar ainda que nesta edição divulgamos também o relatório Global EV Outlook da IEA, que identifica e discute os desenvolvimentos recentes em mobilidade elétrica em todo o mundo, apresentando, também, recomendações de políticas para acelerar a adoção de veículos elétricos ao redor do mundo.

Cenários Solar / Brasil Energia – Duque Dutra (Professor da UFRJ); Fernando Antônio Vidon Giordano (Engenheiro Elétrico)

Link de acesso:

https://cenariossolar.editorabrasilenergia.com.br/o-retardo-da-eletrificacao-da-frota-de-veiculos-no-brasil/