O artigo discute a adoção da medição inteligente no âmbito da prestação do serviço de distribuição de energia elétrica. A autora defende que a medição inteligente gera benefícios para a rede e para os consumidores a ela conectados, é um passo importante para a modernização do setor elétrico brasileiro, é aliada relevante nos momentos de crise e ainda é imprescindível para a transição energética e para a introdução dos recursos energéticos distribuídos. A autora ainda mostra que, tanto a pandemia da covid-19 quanto a crise hídrica, aceleraram a transição energética e, nesse cenário, as distribuidoras assumem um papel ainda mais relevante, principalmente com relação à digitalização do serviço e das redes. Nesse contexto, a autora ressalta que programas de incentivo à redução do consumo podem ser muito beneficiados se associados à medição inteligente, sobretudo se nesse processo a medição inteligente estiver associada à aplicação de tarifas dinâmicas, com capacidade de garantir a eficiência dos sinais dos preços.

CanalEnergiaAnna Paula Pacheco (Head de Regulação Enel Brasil)

Link de acesso:

https://www.canalenergia.com.br/artigos/53198708/medicao-inteligente