Em seu artigo, Wagner Victer relembra a crise energética dos anos 2000 e as ações tomadas para combatê-la, apontando duas lições que deveriam ter sido aprendidas: a importância da conservação de energia e da geração distribuída no enfrentamento de crises desse tipo. O autor apresenta algumas medidas que foram tomadas em 2001e que deveriam ser trazidas para o presente, como campanhas publicitárias voltadas para a redução do consumo, o financiamento para a modernização e substituição de sistemas de maior consumo energético e a redução temporária dos tributos de materiais mais eficientes. O autor também defende a importância de se retomar a discussão sobre o horário de verão, que pode trazer ganhos na redução de demanda no horário de ponta. Victel ainda aponta que o incentivo à geração distribuída, especialmente às fontes renováveis, com financiamentos ágeis e de baixo custo, também trazem benefícios importantes. Ao final, ele aprova a criação da Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética (CREG) para enfrentamento da crise hídrica e até mesmo para mediar o eventual conflito envolvendo o uso múltiplo de águas.

Brasil Energia – Wagner Victer (engenheiro da Petrobras)

Link de acesso: 

https://editorabrasilenergia.com.br/licoes-da-crise-passada-investir-em-conservacao-e-geracao-distribuida/