Neste relatório são apresentadas as principais tendências dos setores elétricos dos países da OCDE no ano de 2020. Em 2020, o setor global de eletricidade foi fortemente impactado pela crise da covid-19. A demanda e a produção de eletricidade diminuíram significativamente à medida que os países da OCDE implementaram medidas de bloqueio. Em uma escala mensal, o impacto da crise da covid-19 na produção de eletricidade é mais visível em abril e maio de 2020. Em abril de 2020, a produção líquida total de eletricidade foi de 747,2 TWh, a mais baixa registrada desde janeiro de 2010. No relatório são dispostas seções acerca da produção de eletricidade nos países, com destaque para as energias renováveis (hídrica, solar e eólica), o comércio de eletricidade e a energia nuclear. Além disso, discute-se os combustíveis fósseis, destacando dois aspectos: a crescente substituição do carvão pelo gás natural e a diminuição da geração de energia a partir de combustíveis fósseis nos países. Alguns dos destaques são: (i) contínuo aumento da produção de energia a partir de fontes renováveis, chegando a 3.269 TWh em 2020, correspondendo a 31,6% da produção total da OCDE, (ii) Na OCDE Europa, a produção de eletricidade renovável foi superior à produção de combustível fóssil pelo segundo ano consecutivo.

Link de acesso:

https://www.iea.org/articles/key-electricity-trends-2020