O artigo tem como objetivo analisar os fundamentos teóricos e a pertinência da criação da Escola dos Conselhos de Consumidores para que os conselheiros possam contribuir de forma mais efetiva e produtiva frente ao advento do novo paradigma, no qual o consumidor-cliente é ativo e participativo. O artigo expõe alguns papéis dos conselheiros, examina questões centrais acerca da criação da Escola de Formação dos Conselheiros de Consumidores e indica a relevância e o interesse da proposta de sua criação sob a coordenação da ANEEL. 

Gesel/UFRJ – Nivalde de Castro, Rubens Rosental, Solange Pose, Bianca Castro (Pesquisadores Gesel/UFRJ)

Link de acesso: 

http://www.gesel.ie.ufrj.br/app/webroot/files/publications/21_TDSE%2097.pdf