Com o objetivo de contribuir na discussão sobre as oportunidades da descarbonização no Brasil, o estudo apresenta uma discussão detalhada sobre os caminhos de baixo carbono no setor de energia. O relatório é subdividido de acordo com as categorias consideradas no Sistema de Estimativas de Emissões e Remoções de Gases de Efeito Estufa, categorias que compõem os setores de Transportes, Indústria, Edifícios e Eletricidade. O relatório traz primeiramente o contexto geral do tema e as hipóteses a serem aprofundadas em esforço de pesquisa ampliado. Explicita-se, então, que a implementação das medidas apresentadas para descarbonização deve ser incentivada a partir de políticas governamentais. No caso de opções que já apresentam viabilidade econômica, como determinadas ações de eficiência energética, o papel do governo poderá se restringir à definição de linhas de crédito específicas, de modo a incentivar a tomada de decisão da empresa ou indivíduo. Já com relação a tecnologias que ainda não apresentam viabilidade econômica, a medida mais eficaz considerada seria a definição de um preço para o carbono. Dado o alto potencial brasileiro para a produção de recursos renováveis, um pequeno preço já seria suficiente para causar impactos significativos na intensidade de carbono presente na economia do país.

E+ Transição Energética

Link de acesso:

https://drive.google.com/file/d/1G9cIVcy1F8bfHo7SztqcZY48MpfHfZrn/view