Para atingir o objetivo de limitar o aumento da temperatura média global em 2°C no Acordo de Paris sobre mudanças climáticas, a comunidade internacional deve fazer mudanças sem precedentes no atual estilo de vida humano, energia e sistema de transporte. Sob tais circunstâncias, os Estados Unidos, China, Índia e outros países desenvolvidos e em desenvolvimento fizeram progressos notáveis na produção e comércio de energia renovável. A fim de avaliar sistematicamente a competitividade internacional dos produtos de energia renovável dos Estados Unidos, China e Índia, o presente estudo construiu um novo índice de avaliação multidimensional para estimar a vantagem competitiva internacional dos produtos de energia renovável exportados desses países, abandonando os métodos tradicionais de mensuração da competitividade comercial e adotando a projection pursuit (PP), o modelo TOPSIS e a metodologia de ponderação aprimorada. Os resultados demonstram que a competitividade internacional geral dos produtos de energia renovável dos Estados Unidos é muito forte, enquanto a China e a Índia tiveram um rápido crescimento; e existem diferenças distintas nos fatores componentes que levam à competitividade internacional entre os três países. Com base nessas descobertas, este estudo apresentou implicações políticas correspondentes.

Energy, Vol. 249

Jing Shuai, Yujia Zhao, Yilan Wang, Jinhua Cheng

Link de acesso:

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0360544222005175