O artigo apresenta a metodologia dos leilões de transmissão e analisa o sucesso do leilão realizado em 17 de dezembro de 2020, sucesso explícito no  deságio médio de 55% em relação às RAP publicada no edital. Para os autores o sucesso do leilão está associado a uma questão estrutural que é a qualidade dos contratos. Com efeito, o prazo de 30 anos e a previsibilidade da RAP posicionam estes contratos como os melhores no setor de infraestrutura. Além desse elemento estrutural, os autores apontam outros três fatores conjunturais que acentuaram a concorrência e foram importantes para o deságio: as significativas externalidades que os investimentos ofereciam para alguns concorrentes (com lotes oferecidos em suas áreas de concessão), a estratégia de ampliação do portfólio de investimentos em transmissão para gerar fluxo de caixa mais seguro no caso de outro grupo empresarial, e, finalmente, a estratégia mais agressiva de novos entrantes que, ao avaliarem positivamente a atratividade do investimento e a segurança dos contratos, aceitam grandes deságios para entrar no seguro segmento de transmissão, ganhar escala mínima e buscar ganhos de produtividade, com a finalidade de participar de futuros leilões.

Gesel – Nivalde de Castro e Sidnei Martini

Link de acesso: https://geselartigos.com/2021/01/07/como-explicar-os-resultados-dos-leiloes-de-transmissao/