O artigo debate as perspectivas dos leilões de energia no setor elétrico brasileiro. Inicialmente são apresentados os diferentes modelos institucionais que marcaram a história do setor elétrico brasileiro: o modelo antigo ou estatal (até 1995), o modelo de livre mercado (1995-2003) e o novo modelo (2004). A seguir, os autores apresentam o cronograma de leilões até 2023, analisam as perspectivas para os leilões futuros, bem como os resultados dos leilões de energia existente (LEE) A-4 e A-5, dos leilões de energia nova A-3 e A-4 e do leilão de transmissão 001/2021. Por fim, os autores exaltam o modelo brasileiro, afirmando se tratar de uma referência mundial em termos de competitividade e atratividade para os investidores, e concluem que, mesmo com o pano de fundo da modernização setorial e as incertezas que o acompanham, é muito improvável que os leilões já previstos não viabilizem projetos. Segundo os autores, os leilões do setor continuarão a ocorrer, independentemente do formato (de capacidade, com separação de lastro e energia, ou como são feitos da forma atual). 

Link de acesso: 

https://www.canalenergia.com.br/artigos/53185042/as-perspectivas-dos-leiloes-de-energia-com-a-modernizacao-do-setor-eletrico