Este relatório fornece uma visão geral do impacto que os padrões e programas de etiquetagem estão tendo sobre a eficiência energética de aparelhos e equipamentos em diversos países. Em um contexto de crise hídrica, e considerando o grande atraso dos padrões de eficiência praticados no Brasil, esse tipo de programa se mostra fundamental não só para auxiliar na superação da crise atual, mas também como uma solução de caráter estrutural para evitar crises futuras e permitir bons ganhos de produtividade nas cadeias produtivas. O documento se baseia em uma revisão global de quase 400 estudos publicados, cobrindo mais de 100 produtos. Esse recorte representa um dos conjuntos de dados mais abrangentes reunidos sobre o tópico até o momento. Ele confirma que a melhoria na eficiência energética de aparelhos e equipamentos é uma das opções de menor custo hoje para reduzir o consumo de energia e as emissões associadas. Estima-se que os programas que estão em operação há mais tempo, como os dos Estados Unidos e da União Europeia, proporcionem reduções anuais de cerca de 15% do consumo total de eletricidade atual. Esses programas fornecem benefícios financeiros para indivíduos e para a comunidade. Outros benefícios dos padrões e etiquetagem mais rígidos incluem geração de empregos, inovação de produtos, economia de água, melhorias na qualidade do ar e a redução de gastos públicos com saúde.

IEA

Link de acesso:

https://iea.blob.core.windows.net/assets/996ea40e-e010-48c3-ab53-9b4f72ddc815/AchievementsofEnergyEfficiencyApplianceandEquipmentStandardsandLabellingProgrammes.pdf