O relatório The net-zero transition: What it would cost, what it could bring fornece uma estimativa a nível global da transformação econômica e dos ajustes sociais associados à necessária transição para o zero líquido. O relatório simula mudanças globais na demanda por bens e serviços de baixa emissão, na alocação de capital – na formação de novos ativos físicos e a transformação dos já existentes -, nos custos operacionais e de produção, e nos empregos, que ocorreriam até 2050. Uma das principais conclusões é que US$ 9,2 trilhões precisarão ser investidos todos os anos por décadas para se limitar o aumento da temperatura global a 1,5°C e acabar com a emergência climática. A soma representa um aumento de 60% sobre os atuais níveis de investimento e equivale à metade dos lucros corporativos globais. O relatório, de 224 páginas, adverte que a transformação econômica afetará todos os países e todos os setores, com os mais dependentes da queima de combustíveis fósseis sofrendo as maiores mudanças. A transformação antecipada levanta algumas questões críticas: quem pagará a conta? Os custos mais altos da eletricidade, aço e cimento serão repassados às pessoas? A população de baixa renda receberá algum tipo de proteção dos governos?

McKinsey & Company

Link de acesso:

https://www.mckinsey.com/business-functions/sustainability/our-insights/the-net-zero-transition-what-it-would-cost-what-it-could-bring