Este artigo tem como objetivo analisar as implicações das políticas de transição energética na Argentina e no Brasil. Sua meta é ilustrar que os dois países estão passando por uma transformação de seus sistemas energéticos em direção a uma maior diversificação da oferta de energia e, provavelmente, não socialmente inclusiva. Com base em dados sobre as políticas energéticas nacionais, a evolução dos mixes de fornecimento de energia no período 1990-2020 e o acesso à eletricidade pelas famílias em nível nacional, o trabalho oferece uma leitura crítica de como os dois países enfrentaram os desafios impostos pela o atual processo de transformação do sistema de energia. O artigo adota uma perspectiva de economia política e ecologia política empregando a noção de transição energética justa para ilustrar as contradições e tensões da segunda abordagem analisando dados quantitativos relacionados à transformação do sistema energético e pobreza energética na Argentina e no Brasil.

Energy Policy, Vol. 171 – Andrea Lampis, María María Ibañez Martín, María Florencia Zabaloy, Raiana Schirmer Soares, Carina Guzowski, Silvia Sayuri Mandai, Lira Luz Benites Lazaro, Sonia Maria G.L. Hermsdorff, Célio Bermann

Link de acesso:

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0301421522004657

 

Artigos relacionados

https://panorama.memoriadaeletricidade.com.br/desarrollo-de-indicadores-de-pobreza-energetica-en-america-latina-y-el-caribe/

https://panorama.memoriadaeletricidade.com.br/transicao-energetica-justa-instalacao-de-sistemas-de-geracao-de-eletricidade-solar-para-atender-domicilios-de-baixa-renda/