A caracterização da variabilidade dos recursos solares é fundamental para suas aplicações térmicas e fotovoltaicas. A nebulosidade é o principal parâmetro que modula tanto a intensidade quanto a frequência das variações da irradiância solar na superfície do solo. Este trabalho apresenta um índice objetivo para quantificar a variabilidade temporal da irradiância solar incidente na superfície, definida como Percentual de Dias Sem Nuvens (CPD). Este índice representa o número de dias classificados como claros e estáveis (ou seja, alto coeficiente de claridade e diminuição da frequência de rampas de entrada de irradiação solar). Dois métodos foram desenvolvidos para quantificar o CPD, o primeiro baseado em medições terrestres e o outro baseado em dados de satélite. Este trabalho compara os resultados obtidos com os dois métodos para entender sua consistência. Mapas mensais e anuais foram desenhados para o território brasileiro caracterizando a variabilidade dos recursos solares.

Renewable Energy, Vol. 201, Part 1 – Vinícius Roggério da Rocha, Rodrigo Santos Costa, Fernando Ramos Martins, André Rodrigues Gonçalves, Enio Bueno Pereira

Link de acesso:

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0960148122015956

 

Artigos relacionados:

https://panorama.memoriadaeletricidade.com.br/solar-rumo-ao-segundo-lugar-da-matriz/